Tipos de aprendizagem em termos de psicologia

Espalhar o amor

Passeio Atlântico

Hoje vamos falar sobre um tópico interessante – tipos de aprendizado de uma perspectiva psicológica. Este artigo pretende ampliar nossa compreensão sobre os tipos de aprendizagem descritos pelos psicólogos clássicos. Nosso escritor de ensaios, Nellie Burges, tentou tornar este artigo o mais informativo e fácil de entender possível. Então, vamos economizar tempo e passar para o primeiro ponto.

CONDICIONAMENTO CLÁSSICO

Outro dos tipos de aprendizagem mais relevantes é o condicionamento clássico. O condicionamento produz modificações comportamentais ao estabelecer uma associação entre um dado estímulo e uma dada resposta.

O primeiro a investigar o condicionamento foi o fisiologista russo Ivan Pavlov: em seu experimento mais famoso, começou por considerar que a salivação dos cães diante da comida era um reflexo incondicionado, ou seja, uma resposta inata do organismo.

Ele então notou que o cão salivava não apenas quando entrava em contato direto com a comida, mas também ao ouvir um sinal acústico que o experimentador conseguia associar constantemente à entrega da comida. Essa reação animal foi chamada de reflexo condicionado na ausência do estímulo relativo.

APRENDIZAGEM POR TENTATIVA E ERRO

Mesmo antes do trabalho de Skinner, Thorndike havia mostrado que o aprendizado ocorre por tentativa e erro. Um gato ou um macaco estava trancado em uma gaiola e eles precisavam abrir o recinto.

Os animais fizeram tentativas malsucedidas de chegar à sequência correta. Quando voltaram para a cela, repetiram a linha certa sem erro e saíram. Com base nisso, Thorndike elaborou o que é conhecido como a “lei do efeito”.

CONDICIONAMENTO OPERANTE

 Foi principalmente BF Skinner quem continuou estudando o condicionamento, elaborando o chamado condicionamento instrumental ou operante. Esse tipo de aprendizado visa produzir novos comportamentos por meio de uma série de reforços.

O experimento mais conhecido de Skinner diz respeito a um rato faminto alojado em uma gaiola na qual é colocada ao lado uma alavanca com uma bandeja vazia: basta pressionar a alavanca para ativar o mecanismo de entrada da comida no recipiente. O rato fará isso primeiro acidentalmente, mas é constantemente reforçado pela comida produzida devido ao pressionamento da alavanca. Ele repetirá o comportamento cada vez com mais frequência. Nesse caso, a resposta do sujeito (pressionar a alavanca) é fundamental para a produção da recompensa. 

SENSIBILIZAÇÃO

Sensibilização é o aumento geral da resposta de um organismo a estímulos fracos após um estímulo nocivo.

Vamos considerar um exemplo. À noite, enquanto dormimos, o alarme de nossa casa começa a tocar por dois segundos devido a um contato falso. Vamos acordar e ir explorar o ambiente para ver se alguém entrou.

Embora percebamos que os assaltantes não entraram, não conseguimos dormir: sentimos terror a cada barulho na casa que antes ignorávamos. Ficamos sensibilizados a um estímulo nocivo (o som do alarme contra roubo), por isso respondemos de forma amplificada a qualquer estímulo nocivo (os ruídos da casa). Essa forma simples de aprendizado também se mostra adaptativa.

IMPRESSÃO

O imprinting é uma forma de aprendizagem pela qual os jovens de algumas espécies animais, desde os primeiros dias de vida, desenvolvem um comportamento de apego assertivo a um determinado objeto, que mantêm também quando adultos.

IMITAÇÃO OU APRENDIZADO INDIRETO

O próximo tipo de aprendizado é o aprendizado vicário. Como diz Bandura, a aprendizagem por imitação ou “observação” promove a aquisição de habilidades, informações e comportamentos simplesmente observando e ouvindo outras pessoas. Embora Bandura não considere o reforço necessário, ele não exclui sua ocorrência; de fato, a punição ou elogio recebido pelo modelo resulta em reforço para o observador e um reforço denominado reforço vicário.

O reforço vicário contribui para o desenvolvimento da capacidade de autorregulação do sujeito, que, ao observar o comportamento dos outros, reúne informações que o ajudam a abstrair a regra, avaliar ações e adquirir normas de comportamento.

APRENDIZADO ATIVO

A aprendizagem ativa ocorre quando uma pessoa controla sua experiência de aprendizagem. Como a compreensão da informação é fundamental para a aprendizagem, é essencial reconhecer o que é entendido pelo que não é compreendido. A aprendizagem ativa encoraja um diálogo interno no qual os acordos são verbalizados.

Estudos dentro da metacognição demonstraram o valor da aprendizagem ativa; além disso, as pessoas têm mais incentivo para aprender quando controlam como sabem e o que aprendem. A aprendizagem ativa é uma característica fundamental da aprendizagem centrada no aluno; em contraste, a aprendizagem passiva e a educação direta são as características da aprendizagem centrada no professor (ou educação tradicional).

APRENDIZAGEM SITUADA

Outra abordagem crítica no construtivismo é a aprendizagem situada ou localizada, que afirma que a compreensão se desenvolve a partir da participação em atividades, contextos concretos e relacionamentos com pessoas. A aprendizagem autêntica é sempre situada: portanto, não pode haver aprendizagem abstrata a partir de uma situação; além disso, do ponto de vista do aprendiz, geralmente não é intencional e se caracteriza como uma derivação natural da interação autêntica.

APRENDIZAGEM BASEADA EM PROJETOS

A aprendizagem baseada em projetos ou aprendizagem baseada em problemas é um tipo de aprendizagem que ocorre durante o processo de resolução de um desafio, questão, problema ou caso. É necessário investigar e aprender para resolver o problema ou encontrar respostas para as perguntas. Hoje, é considerada uma das metodologias educacionais de maior sucesso.


Espalhar o amor

Deixe um comentário