Guia de piscicultura de tilápia: como iniciar a piscicultura de tilápia

Foto do autor
Escrito por Bênção Okoro

 

Espalhar o amor

Você tem interesse na criação de tilápias e quer saber como iniciar a criação de tilápias por conta própria? Esta é uma leitura obrigatória para você.

A piscicultura de tilápia é um empreendimento agrícola que tem se mostrado lucrativo. Isso ocorre porque começou a haver uma demanda cada vez maior pelo peixe tilápia, o que criou um mercado significativo para ele.

Mas, embora a piscicultura de tilápias tenha se tornado popular, ainda há muitas pessoas que não estão cientes da lucrativa oportunidade de negócios que ela apresenta. Alguns sabem, mas acreditam que o cultivo deve ser caro e só seria lucrativo se for uma grande produção comercial. Mas isso não poderia estar mais longe da verdade.

Para começar, o negócio de piscicultura de tilápia não é caro. O custo da criação de tilápias é baixo e, portanto, eles podem até ser criados em uma lagoa no quintal de sua casa. Isso implica que a piscicultura de tilápias não deve ser feita em larga escala para ser lucrativa.

Produção em larga escala ou não, a tilápia fresca está sempre em alta demanda no mercado, portanto, sempre há uma oportunidade de venda. Por quê? Porque a tilápia não é necessária apenas para consumo pessoal, mas também restaurantes e mercados de frutos do mar precisam delas para vender.

Então, a questão é com que rapidez você pode colocar o seu no mercado?

Para iniciar seu próprio negócio de piscicultura de tilápia, há coisas que você deve saber para estar preparado. Este artigo é um guia de criação de peixes de tilápia que o orienta sobre como iniciar a criação de peixes de tilápia.

Guia de Piscicultura de Tilápia

GUIA DE PISCINA DE TILÁPIA

Sobre o Peixe Tilápia

Pesquisas mostraram que existem aproximadamente 80 espécies de tilápias no mundo, e várias dessas espécies são cultivadas comercialmente. Mas o tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus) é o mais comum.

A tilápia é um peixe de águas mornas com grande valor nutricional. Eles são uma excelente fonte de proteína e também são ricos em vitaminas e minerais como niacina, vitamina B12, fósforo, selênio e potássio. Como iguaria, diz-se que a tilápia oferece os seguintes benefícios para a saúde:

  • O peixe tilápia é benéfico para a saúde óssea.
  • O peixe tilápia pode ajudar a prevenir o câncer de próstata.
  • A tilápia é benéfica para o sistema imunológico e a função da tireoide.
  • Peixe tilápia é benéfico para a saúde do cérebro
  • O peixe tilápia é benéfico para a perda de peso:
  • O peixe tilápia ajuda a prevenir o envelhecimento prematuro.
  • A tilápia é rica em ácidos graxos ômega-3 e, portanto, benéfica para o coração.

anúncios

A tilápia é um dos peixes mais fáceis de criar depois do bagre, e não requer muito para criá-los quando comparado à criação de outras espécies de peixes. A tilápia precisa apenas de cinco requisitos básicos para sobreviver: água limpa, oxigênio, comida, luz e espaço para nadar.

Com tudo isso em quantidade suficiente, você terá peixes tilápia saudáveis ​​prontos para a colheita.

Como iniciar a piscicultura de tilápia

A tilápia pode prosperar em uma variedade de habitats, então você pode criá-las em lagoas feitas de terra, concreto, tanques, gaiolas ou sistemas de recirculação.

Eles crescem bem em temperaturas da água que variam de 20 a 30 graus Celsius, e levam apenas cerca de 6 meses para crescer. Eles são onívoros, o que significa que podem comer uma variedade de alimentos.

Conhecer essas características comportamentais dos peixes tilápia ajudaria você a cultivá-los com precisão.

Agora para a lista! como iniciar a piscicultura de tilápia.

1. Crie um plano de negócios

Criar um plano de negócios é o primeiro curso de ação quando se pensa em iniciar qualquer negócio, incluindo o negócio de piscicultura de tilápia. É um documento que pode ajudá-lo a mapear as necessidades e requisitos do negócio.

De certa forma, serve como seu guia pessoal de criação de peixes de tilápia - uma miniatura deste artigo, se preferir, excluindo a seção introdutória.

Seu plano de negócios deve conter o seguinte:

uma. Seu orçamento

Este é o quanto você deseja gastar na criação de sua piscicultura. Seu orçamento o ajudará a definir se você iniciaria sua piscicultura de tilápia em pequena ou grande escala.

b. O tipo de espécie de tilápia que você deseja criar

Aqui, você informa se deseja reproduzir a espécie comum (tilápia do Nilo) ou alguma outra espécie. Lembre-se, mencionamos que existem cerca de 80 espécies de tilápias no mundo, então você pode optar por criar qualquer espécie que seja útil e economicamente rentável em sua localização geográfica.

c. O estágio de criação em que você deseja se concentrar

É aqui que você indica em qual estágio de criação você deseja se concentrar em sua piscicultura de tilápia. A fase de incubação é a fase de criação ou a fase de colheita?

  • Na fase de incubação, você se concentra em cuidar dos alevinos de tilápia até que eles se transformem em alevinos. Esta é uma fase delicada de reprodução, pois são as primeiras semanas de vida de uma tilápia.
  • A fase de criação é onde a maioria dos piscicultores de tilápia se sente confortável. Como piscicultor de tilápia nesta fase, você adquire alevinos de tilápia e continua a cultivá-los até que estejam maduros para a colheita. Seu objetivo como piscicultor de tilápia neste estágio é criar tilápias para colher o tamanho de forma rápida, econômica e com boa saúde.
  • Na fase de colheita, você se concentra em coletar os filés de tilápia. Os piscicultores de tilápias nesta etapa selecionam as tilápias, transferem-nas para um tanque de terminação, matam-nas humanamente de forma a respeitar o que estão fornecendo e retiram seus filés para que possam ser tratados como alevinos de tilápias para a próxima criação.

d. O lugar que você quer procriar

Aqui, você indica onde deseja que a reprodução ocorra. Precisa de terra? Ou você usaria um espaço pronto? Qual lagoa você usaria? Precisa comprar algum equipamento? Se sim, onde você vai adquiri-los?

NB- Seu plano de negócios pode ser usado como fonte para investidores ou prováveis ​​parceiros em seu negócio de piscicultura de tilápia.

2. Encontre um local adequado para sua piscicultura.

Agora que você tem seu plano de negócios organizado, é hora de começar a praticar. Comece por encontrar um local adequado para a sua piscicultura. Se você tivesse declarado em seu plano de negócios que obteria terras, então é isso que você deveria fazer. Mas antes disso, verifique o seguinte: a topografia do terreno, o tipo de solo que o terreno possui e também verifique a hidrologia do terreno.

No entanto, se você tiver um espaço pronto para uso que atenda a esses critérios, poderá passar para o próximo estágio

3. Localize uma fonte confiável de água.

Uma fonte confiável de água perto de sua lagoa é muito necessária. Isso ocorre porque você precisa trocar a água com frequência, conforme necessário, para garantir que você tenha peixes saudáveis ​​na colheita.

4. Selecione um tanque de peixes apropriado

Dependendo de sua preferência, você pode construir uma lagoa feita de terra, concreto, tanques, gaiolas ou sistemas de recirculação. No entanto, você deve garantir que o tamanho da lagoa seja grande o suficiente para acomodar os peixes e ainda permitir que eles tenham espaço suficiente para nadar. Você pode começar pequeno e expandir gradualmente para um sistema maior à medida que sua experiência aumenta.

5. Selecione as melhores espécies de peixes para você

Uma vez que seu tanque esteja pronto, selecione e compre as melhores espécies de peixes que você deseja criar, mas certifique-se de que essas espécies de peixes sejam necessárias e economicamente rentáveis ​​em sua localização geográfica.

6. Aprenda sobre alimentação e alimentação de peixes.

Ao adquirir seu primeiro conjunto de peixes para criar, é vital aprender mais sobre como você os alimentará. Você precisa descobrir o que é saudável e adequado para alimentá-los, quando é o momento certo para alimentá-los e a melhor forma de otimizar suas condições de crescimento.

Como iniciar a piscicultura de tilápia

7. Aprenda sobre Administração e Controle de Lagoas

Em seguida, você precisa aprender sobre administração e controle de lagoas, que se resume a duas coisas: Calagem e Fertilização.

  • Calagem: O processo de utilização de calcário para reduzir a acidez do solo e que também é essencial para realizar outras finalidades de purificação da água.
  • Fertilização: A aplicação de fertilizantes orgânicos ou inorgânicos para ajudar a enriquecer o solo. Recomenda-se que a fertilização ocorra uma semana antes da introdução dos alevinos nos tanques.

8. Aprenda prevenção e tratamento de doenças

É importante aprender sobre as doenças típicas que podem afetar a tilápia e as formas de tratá-las. A tilápia pode ser acometida por doenças bacterianas ou virais. E esse conhecimento ajuda você a tomar medidas proativas para proteger sua lagoa e evitar um surto.

Na mesma linha, existem outras práticas saudáveis ​​que você deve adotar, incluindo a limpeza regular de sua lagoa, a proibição de superlotação e a triagem regular de lagoas para fatores de risco.

No entanto, uma vez que você perceba um surto de doença, sua primeira linha de defesa deve ser trocar a água. Em seguida, você pode introduzir quantidades prescritas de produtos químicos úteis, como formalina, sal ou organofosforado.

CONCLUSÃO

Este guia de piscicultura de tilápias dá uma exposição sobre o que você deve fazer para montar uma fazenda de peixes de tilápia lucrativa.

Em resumo, uma boa localização, água doce regular, ração de qualidade, boa drenagem, alevinos de qualidade e ótimas dicas de manejo são tudo o que você precisa para ter um negócio de piscicultura de tilápia de sucesso.


Espalhar o amor

Deixe um comentário